Em 2018 quero ser...

by - 12:14


Todo final de ano a gente para, faz um balanço de tudo que aconteceu nos últimos 12 meses, tenta encontrar soluções, respostas e, quem sabe, algumas perguntas que a gente quer responder na virada do ponteiro. É um exercício saudável e muito gostoso de fazer, mesmo que nem tudo tenha acontecido como a gente esperava. Saber que em alguns minutos vamos recomeçar uma contagem simbólica que representa tanta coisa nos dá um empurrãozinho que não nos permitimos dar o ano inteiro. É como se o universo abrisse uma porta dourada e dissesse "vai, tenta de novo, tá tudo certo".
Ao longo de vários réveillons eu me peguei olhando pro céu se colorindo de fogos de artifício e pensei no que eu gostaria de desenhar nas páginas em branco que surgiam à minha frente. Durante várias noites de ano novo eu me perguntei quem eu gostaria de ser, quantos começos eu gostaria de tentar e quais recomeços estariam me aguardando. Sempre pensei na virada de ano como uma tentativa de começar algo novo, uma oportunidade para ser alguém diferente. Dessa vez eu pensei em fazer diferente. Se novos começos e eternos recomeços quiserem me surpreender, serão extremamente bem vindos, mas não vou buscá-los.

Em 2018 quero dar continuidade a tudo de bom que consegui alcançar em 2017. Quero me permitir ser quem eu comecei a me tornar e continuar a me transformar em quem quero ser. Ao final de 2018 terei encerrado alguns capítulos bem importantes da minha vida. Já que 2019 vai ser um verdadeiro ano de começos, quero que 2018 seja lindo em toda a sua permanência, em toda a sua constância.  Em 2018 quero me tornar uma versão melhor de mim mesma. Em 2017 aprendi a me amar um pouco mais, a cuidar de mim mesma como nunca havia feito antes e espero que em 2018 eu me apaixone por mim como nunca me permiti antes. Em 2018 quero cuidar ainda mais do meu corpo, desse instrumento que abriga meu ser e me permite viver meus dias aqui na terra da melhor forma possível. Em 2018 quero mergulhar ainda mais naquilo que me entreguei em 2017; eu que sempre vivi de forma racional e calculista, deixei que a vida me amansasse um pouquinho e o resultado foi uma delicia que merece bis. Em 2018 quero me desafiar ainda mais a ser a profissional que descobri que posso me tornar; descobri que tem tanta coisa me esperando e eu nem sabia.  
Em 2018 quero me permitir ser ainda mais criativa, espontânea e sensível; eu tinha um universo de possibilidades grudadas dentro de mim e só agora comecei a materializá-lo e mostrá-lo pro mundo. Em 2018 quero continuar presente, amando o tempo que me permito viver, o momento em que me permito estar; descobri em 2017 que fazer planos é importante sim, mas que a vida acontece agora, aqui, não depois, não lá. Em 2018 quero me permitir amar os detalhes que me fizeram quem sou; num mundo de tanta grandeza, enxergar as nuances é um privilégio que amo com fervor. Em 2018 quero continuar correndo atrás daquilo que me faz bem, continuar me colocando como prioridade e buscando aquilo que acalma minha alma. Em 2018 quero me aprofundar em tudo aquilo que toquei apenas na superfície e já me transformou positivamente de alguma forma.
Nem só de inícios e pontos finais se contam histórias incríveis. Tudo aquilo que está no meio é o que dá volume e significado àquilo que começamos ou estamos prestes a terminar. 2018 começa agora, mas será mais que um primeiro ou último capítulo de algo, será uma continuação daquilo que me permiti ser e que pretendo continuar sendo. Que 2018 seja um ano de constantes transformações e aprendizados, que seja um ano enriquecedor e lindo e que cada oportunidade seja uma chance de crescer como pessoa e como ser vivo.
Em 2018 quero ser tudo aquilo que almejo e tudo aquilo que nunca pensei que fosse capaz de ser. Bring it on!


*Para fins de direitos autorais, declaro que as imagens utilizadas neste post não pertencem ao blog. Qualquer problema ou reclamação quanto aos direitos de imagem podem ser feitas diretamente com nosso contato. Atenderemos prontamente. Fonte: pinimg.


Quer ficar por dentro de todos os posts do Nostalgia Cinza? Então assine a newsletter! É só colocar seu email, prometo não encher sua caixa de entrada <3

You May Also Like

0 comentários